sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Doar Sangue

Algo que eu sempre quis fazer desde que completei 16 anos. Nem me lembro de onde veio a idéia, só que eu queria muito, mas tive que esperar até completar 18 anos. Estive hoje numa clínica onde você pode fazer essa doação, observando o lugar, avistei um cartaz que dizia "não brinque de telefone sem fio, ligue e converse com um profissional", não exatamente com essas palavras, mas o objetivo era esse. Justamente por brincar de telefone sem fio durante a espera para completar a idade, fiquei com medo.






"E se justo a agulha que estiverem usando em mim estiver infectada?", "Poutz, se eu doar uma vez, tenho que doar sempre? Mas e se justo no tempo que eu tiver que doar eu estiver doente ou algo do tipo?". Nossa, foram muitas dúvidas que me levaram à muitos medos, que me levaram a desistir, porém, a vontade nunca passou.

Quando entrei na minha segunda faculdade - ano passado - o trote universitário foi mais humanitário. Fizeram uma espécie de competição onde a classe que mais fizesse doações de roupas ou de sangue ganharia um prêmio especial. Ouvi um colega comentar qu estava precisando mesmo ir doar novamente, então resolvi conversar com ele e tirar minhas dúvidas. Durante a conversa percebi que meus medos eram todos bobos, e as pessoas que me passaram aquelas informações não sabiam de nada.

Eis as verdades:

- A quantidade de sangue retirada em cada doação é recuperada rapidamente;
- Doar sangue não vicia, não engrossa e nem afina o sangue;
- O doador não tem nenhuma obrigação de doar sangue novamente;
- Todo o material utilizado na doação é descartável, de uso único.
(informações retiradas do site: http://www.grupobioclinica.com.br/)


Ahh e outra coisa, não dói nada.

Ou seja, pode doar tranqüilo, apenas verifique se você se encaixa nos requisitos:

-Estar bem alimentado,aguardando 2 horas após o almoço e 1h após o lanche (evite alimentos gordurosos)
- Boas condições de saúde
- Peso superior a 54kg
- Idade entre 18 e 65 anos
- Homens que doaram sangue há mais de 60 dias e mulheres há mais de 90 dias
- Não estar grávida ou amamentando
- Não fumar 2 horas antes e após a doação
- Não ter tido gripe ou febre há menos de 1 semana;
- Não ter tido hepatite após os 10 anos de idade
- Não ter doença de chagas ou que não tenha tido contato com inseto “Barbeiro”
- Não ter tido malária
- Não ser portador de epilepsia
- Não ter tatuagem ou piercing há menos de 1 ano
- Não ter feito tratamento dentário nas últimas 72 horas
- Não ter diabetes
- Pessoas sem risco de terem sido expostas ao vírus da Aids
- Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24h.



As únicas que podem acontecer ao doador é uma queda de pressão, hematomas, naúsea e vômitos, se ocorrer, basta comunicar à clínica que eles te proverão uma orientação de como proceder nesses casos.


O procedimento não leva muito mais que dez minutos, às vezes até menos (sem contar a burocracia). Além disso, vários testes são realizados no seu sangue, tais como: tipagem sanguínea ABO/Rh, pesquisa de anticorpos anti-eritrocitários irregulares,testes para hepatite B. Hepatite C,doença de chagas,sífilis,AIDS,HTLV I/II,hemoglobinopatias, de acordo com a legislação vigente.


Bem pessoal, eu acho que vale a pena vencer os medos e fazer a doação, muitas pessoas podem se beneficiar com esse gesto!!






Todas as informações técnicas foram retiradas do site: http://www.grupobioclinica.com.br/doacao.htm