domingo, 15 de fevereiro de 2009

Eles são mesmo heróis?

Um dos filmes favoritos desde criança é o True Lies, achava engraçado, e tinha toda aquela coisa de costume: a família do cara super phoda é raptada e ele faz de tudo para conseguir libertá-la.
Passei vários anos sem assisti-lo até que um dia desses estava passando na tv. Continuei achando bem humorado mas as cenas de ação me incomodaram. Um agente sai atirando nos chamados terroristas, quebra pescoços dos mesmos, soca, chuta, esfaqueia...pessoas que estavam trabalhando para o outro lado, mas que se você for pensar, não estão tão erradas assim, e a mensagem do filme acaba sendo: se você ataca os EUA, você é mal, então merece morrer, é super certo sair matando "inimigos" que tiveram suas famílias assassinadas por soldados ou agentes dos EUA que invadiram a terra deles primeiro.

O líder dos "terroristas" manda uma vídeo-mensagem-ameaça para os EUA dizendo: "vocês invadiram nosso país, assassinaram nossas esposas e filhos, e ainda tem coragem de dizer que os terroristas somos nós". Aí o Schwazenegger aparece, mata ele e final da história. Mesmo a fala do líder "terrorista" tendo feito o maior sentido, o vilão da história foi ele.

Sinceramente, depois disso passei a abominar os filmes de ação-guerra-política, pois a mensagem é sempre a mesma: se você ataca os EUA, mesmo eles tendo te atacado primeiro, vc é um terrorista-vilão-errado-na-história-que-merece-perder.

Aliás, isso mostra uma natureza humana muito feia. Alguns gostam de ir explorar o mundo, entram no território de algum ser que pode fazer mal pra elas, então esse ser logo é exterminado, para a vida do explorador ser preservada.

Minha mãe veio comentar comigo que o filme Viagem ao Centro da Terra até era legal, mas que ela não gostou que mataram o dinossauro que vivia lá, afinal ele estava vivendo no seu próprio lar, sem incomodar as pessoas aqui em cima, mas as pessoas aqui em cima, resolveram visitar o lar do dinossauro, que devia estar apenas se defendendo, ou seguindo a ordem natural que lhe foi dada - caçar - e por isso as pessoas resolveram tirar a vida dele.

Esse é o tipo de mensagem que os filmes deviam passar? Se a gente resolve ir pro meio da serra e encontrarmos lá uma cobra, não podemos matá-la, ali a fauna e flora são protegidas pelo ibama. Mas as pessoas acham um absurdo isso, imagina, eu vou lá no meio da serra, lar das serpentes, e se eu encontrar uma não posso matá-la? Mas e quando a cobra entra na nossa casa? A primeira coisa que fazemos é matá-la para nos defender certo? É um absurdo invadirmos o lar dela, ela se defender, e a gente não poder matá-la.

Os humanos realmente tem um instinto de querer conquistar as coisas, destruir tudo e sermos soberanos do nada. Não quer encontrar uma cobra? Não vá até onde você sabe que pode encontrar uma.

O duro é ver que a indústria de filmes mostra que é lindo invadirmos um território alheio, assassinar toda a vida que encontrarmos e ainda chamar os seres da terra de invadida de vilões!