segunda-feira, 27 de abril de 2009

Arnaldo Jabor fala sobre carne e meio ambiente

"Seremos destruídos, entre outras besteiras humanas pelos punzinhos de inocentes boizinhos"

Admiro muito os textos que Arnaldo Jabor escreve, esse falando sobre diminuirmos o consumo de carne é ótimo, vale a pena muito a pena assistir!

Aposto que você que não é vegetariano já torceu o nariz, mas aqui não se fala sobre crueldade aos animais, mas sim da destruição de nosso planeta pelas emissões de gases. Muito interessante!!




E para aqueles que tem internet discada, está no limite do 3G, está no trampo ou por qualquer outra razão, não possa abrir o vídeo, vou transcrever a fala dele aqui pra vocês:

"Em primeiro lugar, porque se diminuirmos a ingestão de carne bovina, ovina ou suína, a criação extensiva de animais diminuiria, porque o consumo também baixaria, assim, haveria muito mais terra ocupada por vegetação antipoluente que consome o CO2.Além disso, e é aí que mora nosso absurdo planeta, haveria também uma diminuição de emissão de gás metano que os animais produzem em seus intestinos e que é espalhado na atmosfera.

Os cientistas calculam que tem de cair muito essa emissão de gases para evitar graves alterações climáticas como secas e elevação do nível dos mares, pode? É um beco sem saída. Se comermos muita carne, morrem as florestas e mais, os rebanhos aumentam e, senhos, com licença da palavra, os puns dos bois e vacas farão uma crescente sinfonia de gases, sufocando o planeta! Ou seja, depois de milênios de lutas e esforços, guerras, paz, grandes invenções, a arte, a cultura, a ciência, a razão, todos os orgulhos da humanidade, poderão ser destruídos pelos puns!Isso, pum, pum, pum, pararapum, pum, pum!

Quem diria! Achávemos que acabaríamos em guerra total, em ataques de et's ou queda de asteróides, não, seremos destruídos, entre outras besteiras humanas, pelos punzinhos de inocentes boizinhos, aliás, pensando bem, a humanidade não merece muito mais que isso."