quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Salas de Cinema 3D em São Paulo

Olááá pessoas!!

Nesses últimos meses vários filmes foram lançados no cinema com a tecnologia 3D, e não estou falando daqueles filminhos bobinhos que vemos nos parques de diversão, onde pagamos um precinho barato pra nos iludirmos com a impressão de que um objeto está vindo em sua direção, falo de animações de longa duração mesmo, como Up - Altas Aventuras.

Amanhã (18/12) estréia a super produção de James Cameron, Avatar, um longa pelo qual muitas pessoas estão esperando, então resolvi postar aqui uma lista de salas de cinema 3D no Estado de São Paulo, para que você possa curtir todo o potencial dessa produção:

CINEMARK

São Paulo
- Shopping Eldorado - duas salas
- Shopping Market Place
- Shopping Iguatemi
- Shopping D
- Shopping Metrô Santa Cruz
- Shopping Interlar Aricanduva
- Shopping Pátio Paulista
- Shopping Pátio Higienópolis
- Shopping Metrô Tatuapé
- Shopping Center Norte
- Central Plaza Shopping
- Shopping SP Market
- Shopping Villa-Lobos

São José dos Campos
- Shopping Colinas
- Shopping Center Valle

Campinas
- Iguatemi

Santo André
- ABC Plaza

Santos
- Praiamar Shopping

Guarulhos
- Internacional Shopping Guarulhos

Só encontrei salas 3D da Cinemark, se alguém souber de outros lugares que tenha, me falem =)

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Conexão 3G e seu plano "ilimitado"

No bairro em que eu moro não há sinal nem de Speedy nem de Virtua, considerando que a conexão via rádio é de alto custo e não muito confiável na minha região, a única outra alternativa que sobra à internet discada é a conexão 3G oferecida pelas operadoras de telefonia celular.

Vejo muitas pessoas reclamando que foram enganadas pelo plano "ilimitado" que as operadoras oferecem e resolvi falar um pouco sobre pra tentar ajudar a esclarecer.

Como funciona?


O legal da conexão 3G é a mobilidade. Através de um modem conectado no seu computador por USB você pode acessar a internet de qualquer lugar, que tenha sinal é claro; por exemplo, você pode levar seu notebook para o parque, conectar o modem e usar a internet à vontade.

Existem celulares habilitados para conexão 3G, imagine que bom poder acessar o google maps no meio da rua quando está perdido em um lugar que não tem wi-fi?

Os planos

Como você pode ver, a conexão 3G pode trazer muitos benefícios, mas como o mundo ainda é movido por dinheiro, é necessário contratar um plano para usar essa maravilha.

Existem vários planos de acordo com sua necessidade. Digamos que você é uma pessoa que usa a internet eventualmente, apenas para ler e-mails ou tarefas mais básicas; nesse caso, você pode contratar o plano de 250MB, nele, a velocidade de conexão pode chegar até esse valor, e você tem 250MB pra navegar, ou seja, digamos que você faça um download de um arquivo de 200MB, sobra mais 50MB para usar até o final do mês, contando com navegação, como por exemplo, entrar no google, conversar com alguém no MSN e etc. Caso você ultrapasse esse limite, pagará uma taxa por megabyte que excedeu.

Várias operadoras oferecem um plano ilimitado, mas não se confunda nem crie esperanças, pois eles chamam de ilimitado apenas porque não é cobrado nenhuma taxa se você exceder o valor de limite, porém, a velocidade de conexão é diminuída. Por exemplo, o plano ilimitado da VIVO te dá um limite de 2GB, quando ultrapassado, a velocidade de conexão cai para 128Kbps, nunca passando disso.

Todos os planos da CLARO para banda larga no computador são ilimitados, pois você tem um limite de 1GB de tráfego, podendo contratar a velocidade que quiser.

Se você possui speedy ou virtua, não aconselho a trocar por 3G, apesar de ser boa e ter muitos benefícios, se você costuma fazer downloads ficará decepcionado, é legal ter como adicional, para quando quiser usar em um lugar que não tenha wi-fi, ou se quiser internet no celular.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Parque Ibirapuera virando Parque Michael Jackson?

"Só pode ser brincadeira" - aposto que você pensou! Mas infelizmente não é.

O vereador Agnaldo Timóteo apresentou o projeto na Câmara Municipal de São Paulo, dizendo que o cantor, sendo o ícone de pop que é, merece essa homenagem. Ok, ainda há esperanças, o projeto não foi aprovado...ainda!

Eu achei um absurdo, honestamente! Imagina que bonito: você liga para seu amigo ou amiga, seu namorado ou namorada e diz "vamos passear no Parque Michael Jackson?" "vamos fazer um piquenique no Michael Jackson?", "está um dia tão bonito hoje, vamos no Michael Jackson?"

Vamos torcer para que o bom senso prevaleça e resolvam fazer uma homenagem ao cantor pop em outro lugar!

domingo, 27 de setembro de 2009

O Homem Perfeito

O homem perfeito é lindo
tem um pouco de mistério
é belo quando está rindo
é belo quando está sério

O homem perfeito é bom
tem um jeito carinhoso
quando fala, em meigo tom
causa arrepio gostoso

O homem perfeito tem
energia, não se cansa,
lava louça, cozinha bem,
gosta muito de criança

O homem perfeito é
sensível à grande arte
gosta de dança e ballet
nunca haverá de magoar-te

Para encerrar a preceito
estes versos que alinhei:
se existe um homem perfeito..

...ele só pode ser GAY!

Não sei ao certo quem é o autor do poema, mas eu vi no Jô Soares XD

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Biscuit

Quem nunca gostou de brincar com massinha quando criança? Fazer monstrinhos, bichinhos e qualquer coisa que nossa imaginação quisesse?

Hoje em dia podemos usar o biscuit pra fazermos desde lembrancinhas para festas até bonecos para enfeitar nossos quartos e afins. Esses dias comecei a trabalhar com biscuit e resolvi compartilhar com vocês.

Receita da Massa

Você pode optar por fazer a massa no microondas ou no fogão.

No fogão:

Ingredientes
-1 xícara de amido de milho
-1 xícara de cola branca
-Creme para Biscuit
-Uma panela antiaderente
-Colher de pau

Modo de fazer
Na panela anti-aderente, misture o amido de milho com a cola e mexa bastante até o amido se incorporar à cola e ficar parecendo um marshmallow líquido, não deixe nenhuma bolinha de amido, tem que ficar bem lisinho!
Leve ao fogo brando e mexa sem parar com uma colher de pau até a massa soltar do fundo da panela. Não incorpore à massa aqueles restinhos que ficarem grudados nos lados e no fundo da panela!!
Espalhe um pouco de Creme para Biscuit numa superfície lisa e fria (uma mesa de mármore por exemplo) coloque a massa pronta em cima do Creme e sove-a durante vários minutos, enquanto ela ainda está quente. Depois, coloque a massa num saquinho plástico bem fechado (eu embrulhei-a num plástico insul-film de cozinha e depois guardei num zip-loc) e deixe para usá-la apenas no dia seguinte.

Microondas

Ingredientes
-1 xícara de amido de milho
-1 xícara de cola branca
-2 colheres de sopa de vaselina líquida
-1 colher de sopa de vinagre branco
-1 colher de sopa de Creme para Biscuit
-Tigela de vidro
-Colher de pau

Modo de Fazer
Na vasilha de vidro, misture o amido com a cola branca e mexa até o amido se incorporar à massa de modo que fique parecendo um marshmallow, deixe bem lisinho, sem sobrar nenhuma bolinha de amido. Acrescente a vaselina e misture bem. Coloque o vinagre branco e misture.

Coloque no microondas por um minuto na potência máxima. Tire do microondas e mexa um pouco, é possível que a mistura esteja bem líquida. Coloque novamente no microondas por uns 30 segundos, tire e mexa novamente. Vá fazendo isso até que a massa esteja no ponto, ou seja, quando estiver cozida em cima e embaixo tiver um pouco de cola mole.

O tempo que você vai deixar no microondas depende um pouco de cada aparelho, pode ser que precise de mais ou de menos, portanto, preste atenção na primeira vez o tempo que você usar, para acertar nas vezes seguintes =)

Coloque a massa num saquinho plástico bem fechado (eu embrulhei-a num plástico insul-film de cozinha e depois guardei num zip-loc) e deixe para usá-la apenas no dia seguinte.

Para colorir a massa

Colorir a massa é super fácil e bem divertido! Você pode usar tinta para tecido, tinta à óleo, anelina, corante xadrez, guache e tinta Camurcyl.

Basta colocar um pouco de tinta na massa e ir dobrando-a, amassando-a, tirando uns pedaços e incorporando-os novamente ao montante!

Logo mais postarei um vídeo de como colorir, e também venho com uns passo-a-passos para fazer uns bonequinhos bem divertidos! Aguardem!!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Lindo!!

Texto de Martha Medeiros

Para meus amigos que estão...SOLTEIROS
O amor é como uma borboleta. Por mais que tente pegá-la, ela fugirá.
Mas quando menos esperar, ela está ali do seu lado.
O amor pode te fazer feliz, mas às vezes também pode te ferir.
Mas o amor será especial apenas quando você tiver o objetivo de se dar somente a um alguém que seja realmente valioso. Por isso, aproveite o tempo livre para escolher .

Para meus amigos...NÃO SOLTEIROS
Amor não é se envolver com a "pessoa perfeita", aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

Para meus amigos que gostam de...PAQUERAR
Nunca diga "te amo" se não te interessa.
Nunca fale sobre sentimentos se estes não existem.
Nunca toque numa vida, se não pretende romper um coração.
Nunca olhe nos olhos de alguém, se não quiser vê-lo derramar em lágrimas por causa de ti.

A COISA MAIS CRUEL QUE ALGUÉM PODE FAZER É PERMITIR QUE ALGUÉM SE APAIXONE POR VOCÊ, QUANDO VOCÊ NÃO PRETENDE FAZER O MESMO.

Para meus amigos...CASADOS.
O amor não te faz dizer "a culpa é", mas te faz dizer "me perdoe".
Compreender o outro, tentar sentir a diferença, se colocar no seu lugar.
Diz o ditado que um casal feliz é aquele feito de dois bons perdoadores.
A verdadeira medida de compatibilidade não são os anos que passaram juntos;
mas sim o quanto nesses anos vocês foram bons um para o outro.

Para meus amigos que têm um CORAÇÃO PARTIDO
Um coração assim dura o tempo que você deseje que ele dure, e ele lastimará o tempo que você permitir.
Um coração partido sente saudades, imagina como seria bom, mas não permita que ele chore para sempre.
Permita-se rir e conhecer outros corações.
Aprenda a viver, aprenda a amar as pessoas com solidariedade, aprenda a fazer coisas boas, aprenda a ajudar os outros, aprenda a viver sua própria vida.

A DOR DE UM CORAÇÃO PARTIDO É INEVITÁVEL, MAS O SOFRIMENTO É OPCIONAL!
E LEMBRE-SE: É MELHOR VER ALGUÉM QUE VOCÊ AMA FELIZ COM OUTRA PESSOA, DO QUE VÊ-LA INFELIZ AO SEU LADO.

Para meus amigos que são...INOCENTES.
Ela(e) se apaixonou por ti, e você não teve culpa, é verdade.
Mas pense que poderia ter acontecido com você. Seja sincero, mas não seja duro; não alimente esperanças, mas não seja crítico; você não precisa ser namorado(a), mas pode descobrir que ela(e) é uma ótima pessoa e pode vir a se tornar uma(um) grande amiga(o).

Para meus amigos que tem MEDO DE TERMINAR.
As vezes é duro terminar com alguém, e isso dói em você.
Mas dói muito mais quando alguém rompe contigo, não é verdade?
Mas o amor também dói muito quando ele não sabe o que você sente.
Não engane tal pessoa, não seja grosso(a) e rude esperando que ela(e) adivinhe o que você quer.
Não a (o) force terminar contigo, pois a melhor forma de ser respeitado é respeitando.

Pra terminar ...

Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata....
Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...
Um dia percebemos que o comum não nos atrai...
Um dia saberemos que ser classificado como o "bonzinho" não é bom . .
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso...
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais...
Enfim...
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para dizer tudo o que tem que ser dito...
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutar para realizar todas as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Sobre a lei antifumo

A partir da meia-noite do dia 7 de agosto começará a valer a lei antifumo no Estado de São Paulo. Confesso que fiquei contente ao saber da existência dessa lei, primeiramente porque eu não fumo mas toda vez que saio para algum lugar sou obrigada a fumar por tabela junto com as pessoas que acendem seus cigarros sem se importar se a pessoa do lado gosta ou não. Tudo bem, todos temos a liberdade de fazermos o que escolhemos, mas e a minha liberdade de não fumar? Se a fumaça não se espalhasse por todo o recinto, era outra história.

Sem contar também que quando vamos à um restaurante, barzinho, lanchonete e afins, antes de sairmos de casa tomamos um banho, colocamos uma roupa legal, passamos perfume, ou seja, saímos todos limpinhos e cheirosos, mas, em cinco minutos que entramos no local, alguém acende um cigarro e o cheiro, que não acho nada agradável, me desculpem, gruda em todo o seu ser, cabelos, roupas, até a roupa de baixo fica impregnada com o odor, todo o seu esforço de sair limpinho e cheiroso vai pro brejo. No dia seguinte, é preciso pendurar suas roupas no sol e deixá-las lá o dia todo, pra depois lavar, porque só assim pra se livrar por completo do odor.

E tudo isso é só uma parte do incômodo, não-fumantes acabam fumando por tabela, o que é pior. Ou seja, essa lei está protegendo os não-fumantes que não tem escolha de fugir do cigarro a não ser não frequentar lugares públicos, o que é meio difícil né.

Para saber sobre a nova lei: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2009/08/06/ult5772u4873.jhtm

domingo, 2 de agosto de 2009

Sinfonia Amazônica: o primeiro longa-metragem animado brasileiro

Dos dias 22/07 até 26/7 ocorreu em São Paulo, no Memorial da América Latina, a 17ª edição do festival Anima Mundi, onde são exibidos curtas e longa-metragens em animação, além de oferecer algumas oficinas e palestras. Nesta edição do festival, Márcia Latini foi representar os irmãos Latini, famosos artistas da década de 50 aqui no Brasil.

Durante essa palestra, foi exibida a primeira animação feita aqui na nossa terrinha, chamada Sinfonia Amazônica, exibida pela primeira vez em 1953, que mostra várias das lendas amazônicas.



Um pequeno documentário que precedeu a animação nos mostrou como ela foi feita. Anélio Latini Filho fez praticamente tudo sozinho, no total, foram 500 mill desenhos, feitos ao longo de seis anos. Para desenhar as plantas e os cenários, o desenhista tomou o cuidado de fazer uma minuciosa pesquisa no jardim botânico para que tudo saísse perfeito.

Senti muito orgulho ao ver a animação, não imaginava que algo tão antigo pudesse sair tão bem feito, fiquei pensando que deveria existir um museu exibindo as 500 mil ilustrações da animação, mas qual não foi minha surpresa quando a Márcia Latini disse que tudo havia se perdido. Uma indignação tomou conta dos meus pensamentos, como pode uma coisa tão histórica do nosso país ser tão desprezado por nossa própria cultura? Interessante que em outros países dão um valor muito grande para a animação, e o nosso mesmo não está nem aí, inclusive, a Márcia Latini está lutando aí para divulgar e restaurar o filme, que por pouco também não é perdido.

Acho que muitos nem sabiam que o Brasil já havia produzido um longa-metragem animado, eu pelo menos, nem tinha idéia. Segue o vídeo de como foi feita a animação, para que vocês, assim como eu, também fiquem orgulhosos de existir um artista brasileiro que se dedicou ao máximo para realizar um sonho e realizou um estupendo trabalho que é mundialmente reconhecido, menos por nós mesmos. Assistam, vale muito a pena!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Entendendo as mulheres

Durante uma viagem um passageiro contou uma piada que é mais ou menos assim:

"Um homem encontrou uma lâmpada mágica, esfregou, esfregou e esfregou até que um gênio saiu dela, concedendo-lhe um desejo. O homem então disse:
-Eu quero uma ponte que vai daqui até o Japão.
O gênio então respondeu:
-Nossa, mas isso é muito difícil, vai me dar muito trabalho, peça outra coisa.
-Então eu quero que você me dê o conhecimento para entender as mulheres. - disse o homem, ao que o gênio respondeu:
-Vixe! Até onde você quer a ponte mesmo
?"




E existem várias piadas do mesmo tipo rolando por aí. Homens, cada pessoa é diferente, gosta de bandas diferentes, cores diferentes, tem estilos diferentes. Que tal se ao invés de vocês tentarem entender as mulheres em geral, vocês tentassem entender a mulher com quem vocês se relacionam? Facilitaria muitó né? =D Mas uma dica eu posso dar: mulheres gostam de se sentirem amadas, mas até aí, quem não gosta?

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Universidade Pública. Ainda vale a pena a batalha?

Durante minha passagem da oitava série para o colegial, conversei com várias pessoas que conheciam alguém ou que realmente estudaram em escola particular; não sei se foi uma questão de azar da minha parte, mas nenhuma dessas pessoas tinham passado de primeira num vestibular para faculdade pública, muitos fizeram ou ainda faziam 1, 2, 3 anos de cursinho. Cheguei à uma conclusão que valia mais a pena economizar as mensalidades do ensino médio particular e escolhi estudar em escola pública, que, além de ser "grátis", ainda traziam outras vantagens para os alunos.

Honestamente, questiono se a qualidade do ensino de universidades públicas é tão melhor assim. Acho que o que mais atrapalha numa faculdade particular, é o fato da super facilidade de se passar no vestibular. Várias pessoas que resolvem cursar já não estudam há vários anos e por isso precisam de um lembrete, tem mais dificuldade de assimilar as coisas e, na minha opnião, é isso que atrapalha o andamento da matéria, coisas que são básicas, são fáceis para aqueles que acabaram de sair do colegial, mas tem que ser revistas por aqueles que saíram há 20 anos atrás, talvez fosse uma questão de ter aulas separadas para tais alunos, mas tudo isso não torna a qualidade do ensino ruim.

Eu decidi fazer um curso tecnólogo (de menor duração) na UNIP e estudar para a FUVEST nesse meio tempo, foram dois anos que eu poderia ter preferido fazer cursinho, e quem sabe se eu já teria conseguido. Terminei uma faculdade, e durante esses anos eu vi que a qualidade do ensino particular não é tão ruim como pintam. Vários dos meus professores davam aula na UNICAMP, trabalham na área, a grade tinha matérias super interessantes e importantes; isso tudo me fez pensar em qual era a grande diferença da USP, talvez o nome no currículo e só.

Com o PROUNI, acordos financeiros, bolsas de estudo, será que ainda vale a pena gastar tempo e dinheiro com cursinho? Ainda vale a pena passar anos tentando passar no vestibular para estudar em faculdades públicas quando já se podia estar recebendo seu diploma?

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Casamento

Hoje minha queria amiga Ju comemorará um novo passo em sua vida, aquele passo que muitas pessoas sonham em dar. Ela encontrou aquele homem que a faz mais do que feliz e com quem ela quer compartilhar o resto de sua vida. E eu fico muito feliz por ela e desejo a maior felicidade do mundo e sempre muita sabedoria para lidar com os momentos menos felizes.



Jujuuuu, parabééééns!!! Adoro muito você e espero que o Fá te faça muito feliz, senão eu bato nele! XD





domingo, 14 de junho de 2009

Piorar para melhorar

Estava lendo o jornal hoje e tinha uma matéria com esse mesmo título do post. Pra falar a verdade, nem li pois fiquei pensando sobre o assunto e eu mesma cheguei à conclusão de concordar, bom, pelo menos com o título.

Já passei pelo dilema do "faço ou não faço?", aquelas situações em que você não está exatamente onde quer, mas que se você tomar uma atitude, estará andando para trás. É uma decisão muito difícil de se tomar, e por isso, às vezes a gente acaba ficando infeliz por muito tempo só pelo medo.

Uma vez eu vi uma frase que dizia "muitas vezes é preciso dar um passo para trás para podermos ir em frente". Devo dizer que só depois de muito tempo fui ver a verdade nela. Quantas vezes você já se deparou num emprego no qual você estava terrivelmente infeliz mas não quis sair por medo de não arrumar outra coisa depois? Ou esteve preso em um relacionamento que te fazia mal, mas não quis terminar por medo de ficar sozinho e não encontrar outra pessoa depois? Me diz, o que vale mais a pena? Ser infeliz o resto da vida ou tentar fazer algo pra melhorar?

Quem não arrisca não petisca! É preciso fazer uma análise da situação e não ter medo do que pode acontecer. É como uma viagem de carro, você pode errar o caminho e ter que fazer o retorno, voltar para trás pra seguir em frente trilhando o caminho correto. Não deu certo por aqui? Vamos por ali! Você já está na pior mesmo, que mal fará piorar um pouco mais se mais pra frente as coisas podem ficar mil vezes melhores?

sábado, 6 de junho de 2009

Desabafo contra adultos irresponsáveis




Ontem fui ao teatro assistir à um concerto de uma orquestra que executaria Kindertotenlieder de Gustav Mahler e Requiem de Wolfgang Amadeus Mozart.

Sentei-me com meu namorado nas galerias, bem em frente ao palco, e do alto, podia ter uma visão bem clara de todos os músicos. Ao meu lado, sentou-se um casal com seu filho que parecia ter no máximo 2 anos de idade.

Durante a apresentação de Kindertotenlieder, o barítono Vinícius Atique foi quem interpretou as canções. Para quem não conhece, esta obra é uma composição musical para os poemas de Friederich Rückert: Canções sobre as Mortes das Crianças. Pelo título pode-se notar que as canções teriam um tom extremamente melancólico, nada atrativo para uma criança em si. Ao ver o casal chegando com o pimpolho, revirei os olhos já imaginando que ele não agüentaria ficar sentadinho e quietinho e minhas previsões se tornaram realidade umas três músicas depois.

Podia-se ouvir o garoto chutando os bancos da galeria, que são feitos de madeira, imaginem que som agradável. Pelo menos a mãe do garoto deve a noção de pegá-lo no colo, o que iniciou a cadeia de gritos e choros. Estávamos no alto e bem longe do palco, mas pude notar na expressão facial do barítono um certo desconforto, aquela vontade de parar de cantar e mandar o garoto calar a boca. Logo, os olhares de quem estava por perto se voltavam para a criança e via-se as cabeças de quem estava lá embaixo se voltando para cima procurando o som incômodo.

Engraçado, se eu que nem conhecia o fedelho já soube logo de cara que ele faria isso, porque os pais não conseguiram imaginar o mesmo antes de comprar os ingressos sem conseguirem uma babá? Não me levem a mal, sou totalmente à favor de incentivar crianças à apreciarem a cultura, mas acho que se deve ter a consciência de que crianças dessa idade são agitadas, querem mexer em tudo, brincar, explorar, tem certos lugares que não tem condições de se levar um ser de 2 anos. Sei que pessoas acima de 10 acham teatros de Chapéuzinho Vermelho, Bela e a Fera e afins são um saco, mas esse tipo de evento é mais agitado e se espera crianças gritando.

E ainda vejo pais levando bebês de poucos meses à bailes de formatura e colações de grau!! Bailes começam praticamente à meia noite, horário que os pequenos já deveriam estar na terra dos sonhos, e ainda por cima o ambiente tem um som altíssimo que incomoda criancinhas, que em quinze minutos já começam a chorar de sono e irritação, obrigando os pais à irem embora, disperdiçando o convite do formando que poderia ter sido melhor aproveitado por outra pessoa. E muito bonito ouvir o discurso do orador da turma ou o cara chamando o formando pra receber o diploma com o som de um choro ao fundo.

Por favor pais, sejam mais responsáveis e tenham consideração com as outras pessoas vai!

terça-feira, 19 de maio de 2009

O Caso do WC

Em certa ocasião, uma família britânica foi passar as férias na Alemanha. No decorrer de certo passeio, os membros da família encontraram uma casa de campo, que lhes pareceu ótima para passarem as férias de verão.

Conversaram com o proprietário, um pastor protestante, e pediram que lhes mostrasse a casa. A residência agradou aos visitantes ingleses que combinaram ficar com el para o próximo verão.

Regressando à Inglaterra, discutiram muito sobre a planta da casa quando, de repente, a senhora lembrou-se de não ter visto o "WC". Confirmado o senso prático dos ingleses, escreveram ao pastor para obter o pormenor. A carta foi assim redigida:

"Gentil pastor, sou membro da família que há pouco o visitou com a finalidade de alugar a sua casa no próximo verão, mas como esquecemos de um detalhe muito importante, agradeceríamos se nos informasse onde se encontra o "WC".

O pastor alemão não entendendo o sentido da abreviatura "WC" e julgando tratar-se da capela "White Chapel", assim respondeu:

"Gentil senhora, recebi a sua carta e tenho o prazer de comunicar-lhe que o local a que se refere fica a 12 km da casa. Isto é cômodo, sobretudo se tem o hábito de ir lá frequentemente. Neste caso, é preferível levar comida para ficar lá o dia todo. Alguns vão a pé, outros de bicicleta. Há lugar para umas 400 pessoas sentadas e umas 100 em pé. O ar-condicionado é para evitar os inconvenientes comuns das aglomerações. Os assentos são de veludo; recomenda-se chegar cedo para arrumar lugar sentado. As crianças permanecem ao lado dos adultos e todos cantam em coro. Na entrada, é fornecida uma folha de papel a cada pessoa, mas se chegar depois da distribuição, pode usar a folha do vizinho ao lado. Tal folha deve ser devolvida na saída para ser usada durante o ano todo".

Acho que esssa família não vai mais alugar a casa XD, depois de ler essa história, há muito tempo atrás, parei de usar abreviações.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Momento Saudade: A Marca de Uma Lágrima



"Todo mundo me adora, mas quem me ama?"Isabel - A Marca de uma Lágrima


Prova do livro ou simplesmente aquela obrigação semanal de pegar um livro na biblioteca pra ler, com certeza em algum momento de sua vida escolar você já deve ter cruzado com A Marca de uma Lágrima - de Pedro Bandeira (pelo menos as meninas).


Na minha opinião uns dos melhores livros infanto juvenis água com açúcar que já existem. Contém romance, aventura, frustração (rs) e muita poesia. Quem ainda não leu pode ler que é bom... E quem já cresceu mas ainda tem ainda uma caidinha por livros desse tipo, vai fundo! Rs.

O livro conta a história de Isabel, uma dessas meninas inseguras que não tem muito amor próprio e se acham a bolacha do meio do Pacote (rs). Ela possui uma melhor amiga, a qual considera a menina mais lindo do mundo -> bem típico de adolescente mesmo, ficar toda hora remoendo que a amiga é melhor que você.

Daí ela convida a amiga para uma festa ultra mega entediante de família e é lá que ela conhece o Cristiano... Ai ai ai o Cristianooooooooooo! Lindo... loiro (eu imaginava ele loiro rs)... cabelinho compridinho... na época meu sonho de consumo hahahahah. Dei até o nome do meu peixe em homenagem a ele ahahhaahhaha *nas nuvens*.

Bem... como era de se esperar, ela se apaixona por ele nessa festa. E tem total certeza que é correspondia quando recebe um beijo no meio do jardim.

Porém, pra seu desprazer... no outro dia ele aparece dizendo que está apaixonado pela tal melhor amiga e pede ajuda de Isabel para conquistá-la. A amiga que não é nada boba, também está apaixonada por ele e adivinhem: pede ajuda para conquista-lo.

Novamente, bem típico de adolescente, ela ao invés de ser sincera com ambos, começa a sofrer em silêncio, e ajudá-los no namoro intermediando cartas apaixonadas. Detalhe: cartas que ela mesmo escreve ahahahhahahaha porque nenhum dos pombinhos tem capacidade de escrever.

E são nessas poesias que ela vai escrevendo todo o sentimento dela pelo Cristiano.

A Trama ainda possui outros conflitos, assinatos acontecem, a Isabel sem querer vira uma espécie de detetive, coisas assim.

E ainda não podemos esquecer do Fernando... Que é aquele amigo sem graça que é apaixonado pela Isabel e ela foge dele. Não é que ele é sem graça, é que ele não é o Cristiano, tendeu? rs

Bem é isso... Quem quiser ler pode ler porque por incrivel que pareça eu não nadica do livro.



Beijossss

quinta-feira, 7 de maio de 2009

I´m So Sorry baby.


Frase interessante e até pertinente, encontrada na minha agenda:


Quando alguém implica com você, ou te odeia sem motivo, a única razão lógica para isso é porque essa pessoa não pode ser VOCÊ.



Essa foto foi na festa de aniversário da minha amiga há quase 2 anos, tínhamos que ir vestidas de gótica, de emo, dark, qualquer coisa prêta! Hahahah. Eu amo essa foto!

sábado, 2 de maio de 2009

Sabedoria

"pessoas sábias falam sobre idéias; pessoas comuns falam sobre coisas; pessoas medíocres falam sobre pessoas."

Que tipo de pessoa é você?

Pra descontrair XD

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Arnaldo Jabor fala sobre carne e meio ambiente

"Seremos destruídos, entre outras besteiras humanas pelos punzinhos de inocentes boizinhos"

Admiro muito os textos que Arnaldo Jabor escreve, esse falando sobre diminuirmos o consumo de carne é ótimo, vale a pena muito a pena assistir!

Aposto que você que não é vegetariano já torceu o nariz, mas aqui não se fala sobre crueldade aos animais, mas sim da destruição de nosso planeta pelas emissões de gases. Muito interessante!!




E para aqueles que tem internet discada, está no limite do 3G, está no trampo ou por qualquer outra razão, não possa abrir o vídeo, vou transcrever a fala dele aqui pra vocês:

"Em primeiro lugar, porque se diminuirmos a ingestão de carne bovina, ovina ou suína, a criação extensiva de animais diminuiria, porque o consumo também baixaria, assim, haveria muito mais terra ocupada por vegetação antipoluente que consome o CO2.Além disso, e é aí que mora nosso absurdo planeta, haveria também uma diminuição de emissão de gás metano que os animais produzem em seus intestinos e que é espalhado na atmosfera.

Os cientistas calculam que tem de cair muito essa emissão de gases para evitar graves alterações climáticas como secas e elevação do nível dos mares, pode? É um beco sem saída. Se comermos muita carne, morrem as florestas e mais, os rebanhos aumentam e, senhos, com licença da palavra, os puns dos bois e vacas farão uma crescente sinfonia de gases, sufocando o planeta! Ou seja, depois de milênios de lutas e esforços, guerras, paz, grandes invenções, a arte, a cultura, a ciência, a razão, todos os orgulhos da humanidade, poderão ser destruídos pelos puns!Isso, pum, pum, pum, pararapum, pum, pum!

Quem diria! Achávemos que acabaríamos em guerra total, em ataques de et's ou queda de asteróides, não, seremos destruídos, entre outras besteiras humanas, pelos punzinhos de inocentes boizinhos, aliás, pensando bem, a humanidade não merece muito mais que isso."

domingo, 26 de abril de 2009

Respeito

Recentemente aconteceu um episódio, coisa mínima, sutil, que me fez rir a princípio, depois passei a refletir, relembrar outros episódios de igual sutileza e juntar tudo numa poça de ridicularidades. Não vou detalhar as histórias porque minha intenção não é expor ninguém e sim expor a revolta que acabou surgindo. (caramba, falei bonito agora hein? Ahahahah)

Eu sempre me esforço para não julgar alguém pelos seus atos ou crenças, sempre busco entender o que há por trás de toda ação. Recentemente eu passei a não me importar com o que os outros acreditam, desde que isso não fizesse mal a outros, nem a eles mesmos. Quer acreditar que existem fadas do dente, em papai noel, em coelinho da páscoa? Tudo bem por mim, só não me venha encher a paciência e tentar me convencer a acreditar no mesmo que você.

O saco de religião é a hipocrisia delas. Todas pregam a tolerância com o próximo, mas elas não toleram é nada. Uma religião critica a outra, criam costumes idiotas e coisas afins, esquecem de pregar sobre os verdadeiros ensinamentos de Jesus: o amor ao próximo, a misericórdia e todas essas coisas que fariam do nosso mundo um lugar melhor. Sabem, acho que muitos de nós detestam quando um testemunha de Jeová toca nossa campainha na hora mais imprópria possível e começam a falar e falar e falar, mas quer saber? Eu começo a achar isso muito legal, porque eles não vem no seu portão dizer: "Seja um testemunha de jeová, nós somos melhores que os outros e somos a religião verdadeira", eles realmente vem espalhar a Palavra.

Eu tenho amigos de todos os tipos de religião, e que não tem religião também. Acho muitas coisas de cada religião uma babaquice, mas não fico enchendo o saco de quem é, eu respeito a crença e as opniões de todo mundo, eu acredito em DEUS e cresci na religião católica, mas não fico enchendo a paciência de quem não acredita, não quer saber do assunto então não saiba, só não venha me encher porque eu acredito, o que importa pra mim é exatamente os ensinamentos: vivermos todos em harmonia e com tudo de bom que possa existir e é isso que eu tento espalhar para o mundo. O que realmente me irrita são aqueles que ao invés de tentar espalhar os ensinamentos, querem tentar te arrastar pra igreja deles. Esse tipo de pessoa acaba agindo de forma ridícula e só conseguindo afastar mais ainda, fazendo DEUS ser associado a atitudes babacas e sendo ridicularizado junto com a religião.

Num próximo post eu colocarei um texto que recebi por e-mail que mostra bem isso. Quero deixar bem claro que não estou desmerecendo a religião de ninguém, como disse anteriormente, respeito a crença de todos, e acho que a religião pode ser um guia para a vida das pessoas, desde que estas saibam não se deixar serem manipuladas pelos fatores humanos.

Até a próxima! =)

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Mensagem de Gandhi para vocês



Não tente adivinhar o que as pessoas pensam a seu respeito.
Faça a sua parte, se doe sem medo.
O que importa mesmo é o que você é.
Mesmo que outras pessoas não se importem.

Atitudes simples podem melhorar sua vida.
Não julgue para não ser julgado...


Um covarde é incapaz de demonstrar amor
- isso é privilégio dos corajosos."
(Gandhi)




Feriadão de Páscoa e deu certo d´eu sair fora. Então fui! Rs.

Mas antes essa mensagem, pra não dizer que esqueci de vocês. Roubei do orkut de uma menina do Fã Clube, que roubou de outro orkut, que provavelmente roubou de outro orkut e por assim vai... e que provavelmente será roubada para outros lugares... Mas quem escreveu foi Gandhi. E uma coisa é certa, traduz TUDO oque eu penso e o que eu sinto. Um beijão. E Boa Páscoa, mas uma ótima páscoa mesmo!


PS: Ana, eu tenho certeza que você vai (rs), mas por favor não esquece de controlar o contador. Obrigada!



domingo, 5 de abril de 2009

SENTIR-SE AMADO




O cara diz que te ama, então tá.
Ele te ama.
Sua mulher diz que te ama,
então assunto encerrado.
Você sabe que é amado porque lhe disseram isso,
as três palavrinhas mágicas.

Mas saber-se amado é uma coisa,
sentir-se amado é outra.
Uma diferença de quilômetros.
A demonstração de amor
requer mais do que beijos, sexo e palavras.

Sentir-se amado
é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida,
que zela pela sua felicidade,
que se preocupa
quando as coisas não estão dando certo,
que se coloca a postos para ouvir suas dúvidas
e que dá uma sacudida em você quando for preciso.

Sentir-se amado
é ver que ela lembra das coisas
que você contou dois anos atrás,
é vê-la tentar reconciliar você com seu pai,
é ver como ela fica triste quando você está triste
e como sorri com delicadeza
quando diz que você está fazendo
uma tempestade em copo dágua.

Sentem-se amados
aqueles que perdoam um ao outro
e que não transformam a mágoa
em munição na hora da discussão...
Sente-se amado
aquele que se sente aceito,
que se sente inteiro.

Sente-se amado
aquele que tem sua solidão respeitada,
aquele que sabe que tudo pode ser dito
e compreendido.

Sente-se amado
quem se sente seguro
para ser exatamente como é,
sem inventar um personagem para a relação,
pois personagem nenhum se sustenta muito tempo.

Sente-se amado
quem não ofega mas suspira;
quem não levanta a voz mas fala;
quem não concorda mas escuta.

Agora sente-se e escute:
Eu te amo não diz tudo !!!


Martha Medeiros

domingo, 22 de março de 2009

Aquela matéria!

A Juliana já tinha me convidado a postar por aqui a mt tempo, mas como eu sempre tive vergonha de postar, ainda mais num blog q não é meu, nunca postei. Mas hj, nesse domingo ocioso, por motivos nada felizes comecei a rever fotos da nossa viagem de ano novo e lembrei q durante a volta comentamos sobre relacionamentos e namoro e algs tabus. Mt bem, nessa conversa comentei sobre uma matéria mt interessante q tinha lido em uma revista q flava sobre aquilo e prometi mostrar, mas nunca mostrei..então hoje resolvi transcrever a matéria…

CIMG4314

Então aqui está…matéria publicada na revista Nova no final do ano passado:

“4 REGRA ANTIGA: Paquere e estará traindo

Homens medem as garotas na rua sem o mínimo remorso. Já as mulheres tendem a pensar 2 vezes antes de flertar ou até mesmo de se sentir atraídas por outro. “Algumas ficam preocupada, culpadas, achando q estão sendo infiéis ou q o relacionamento passa por problemas”, diz o Psicólogo Joseph. Resultado: vc fica se martirizando com culpa de “traição” sem ao menos se divertir com a situação.

REGRA NOVA: Fantasie com outro e dê uma turbinada no romance

A excitação de um desejo clandestino acaba sendo ótimo para o namoro. Por quê?Agindo assim, vc começa a se sentir sedutora solteira, do jeito q era qnd o seu querido se apaixonou. Acredite, ele sentirá a diferença e o clima de luxúria vai esquentar pra valer! Entenda que o surgimento de uma química sexual com outros homens é normal. “Só pq vc se sentiu atraída por outro não significa que realizará a fantasia” explica Rock. Contanto que vc não ultrapasse os limites e não traia efetivamente, pode parar de se censurar e passar a curtir as idéias maliciosas.”

Mas como continuo sendo envergonhada não postei na íntegra a matéria pq é mt grande e seria uma invasão mt mt grande…então a matéria na íntegra está aqui ~> http://minhavidaesuasloukuras.blogspot.com/

De qlq maneira espero q vc tenha gostado Ju e q possa ter sido interessante pra alguém!

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Quem não acredita em DEUS espere até ter a mãe doente - II

Uma vez um amigo disse: "o mundo seria bem melhor se as pessoas parassem de acreditar que existe uma força maior..." bom, eu discordo plenamente desse comentário, eu acho que se as pessoas tivessem mais DEUS no coração o mundo não seria a merda que é hoje. Sabe o que atrapalha mesmo? Religiões.

Muitas pessoas acreditam cegamente que todas as outras que não seguem sua religião são pecadores, dão dinheiro desenfreadamente pra igreja achando que DEUS pediu e vai recompensar, deixam um cara dizer que você estará pecando se usar um método contraceptivo que evita doenças e também filhos que você não tem condições de cuidar. Já ouvi alguém dizer que é melhor dar o dízimo pra igreja do que ajudar uma instituição beneficente.

Um dos dez mandamentos diz que não devemos tirar a vida do próximo. Mas a história está cheia de guerras santas, mortes em nome de DEUS, sacrifícios. Será que dá mesmo pra acreditar que DEUS, que é Pai de todos nós, diria para alguém matar outra pessoa ou ser, em nome de algo tão estúpido quando conquistar terras? Ele mesmo tendo dito que não devíamos fazer isso? Um DEUS que ama todos igualmente sem nenhuma diferença, mandaria um irmão matar o outro? Alôô, será que ninguém enxerga que tinha um soberano interessado em conquistar mais poder sobre a humanidade que usava a igreja para conseguir seus objetivos?

Ahh e a confissão? Sabe como é né, DEUS é onipotente e onipresente, você pode rezar para ELE a qualquer hora do dia que ELE irá ouvir, mas nós temos que ir até um confessionário, contar pro padre todos os nossos pecados mais sórdidos, ele te manda rezar alguns Pai-nossos e ave-Marias, como punição, veja bem, como PUNIÇÃO, e só assim você é perdoado. Vamos recapitular: DEUS escuta tudo, mas seus pecados ELE não ouve, você tem que pedir perdão pro padre! Já começa daí, acho que primeiro você tem que pedir perdão para a pessoa que você cometeu o pecado não?

E esse negócio de dar tantos porcento do seu salário pra igreja? DEUS vai multiplicar seu dinheiro! Isso porque ELE mesmo disse para nós não nos agarrarmos nas coisas da Terra que daqui não levaremos nada, dinheiro não tem utilidade nenhuma no céu pra gente, mas pra ELE tem?

Acho um absurdo que muita gente acredite que quem não é da mesma religião que elas vai direto pro inferno. E aquelas pessoas lá na África que estão morrendo de fome a cada dia que passa? Que sofrem o genocídio, que nasceram e cresceram sem ter o menor conhecimento de DEUS, aquelas pessoas que sofrem o dia inteiro, a vida toda, vão direto pro inferno porque lá não existe uma igreja?

Dá pra ver o tamanho do absurdo?

Existem pessoas que enxergam o tamanho do absurdo, mas que vão mais além...elas dizem que DEUS não existe. Não tem nenhum fato científico que prove que ELE exista, então não existe.

Eu não consigo dar uma razão maior para dizer o porque de eu acreditar NELE, só que tenho fé mesmo e acaba aí. Às vezes acontecem umas coincidências tão grandes que não dá pra acreditar que são meras coincidências. Eu nunca testemunhei um milagre, mas não deixo de acreditar que milagres podem acontecer, porque acredito que existe uma força maior, se eu acredito em DEUS então eu acredito que coisas impossíveis deixam de ser tão impossíveis assim. E acredito também que esse tipo de fé traz consigo esperança, que se todos tivessem um pouco mais, muitos dos sentimentos ruins que surgem em nosso âmago (dando uma de filósofa XD) não nos levariam a cometer atos igualmente ruins.

Uma vez a Ju disse "quem não acredita em DEUS espera até ter a mãe doente". Tem muita gente hipócrita nesse mundo, que passa a vida julgando estúpidas as pessoas que acreditam, mas quando estão em situação de perigo, de agonia, de medo, recorrem a pedir à DEUS que tudo fique bem, que ELE faça o perigo passar e até barganham com ELE.

Outra pergunta que sempre me fazem quando eu digo que acredito é:"ahh é? Mas então porque DEUS permite tanta violência no mundo? Porque ELE deixou o holocausto acontecer?". Olha não sei! Mas as pessoas esquecem que nós temos o livre-arbítrio, que nós podemos escolher o caminho que vamos tomar, nós fazemos nossas próprias decisões, agimos por nossa própria conta, e isso traz consequências oras, todos nós sabemos disso: atos trazem consequências. Então se nós decidimos correr com uma tesoura na mão, tropeçamos e caímos com a tesoura nos olhos, não podemos culpar DEUS, podemos? Nós não somos marionetes dele. O mundo está assim porque nós fizemos dele o que ele é hoje. Encaremos o fato: pessoas inocentes morrem por causa de uma decisão estúpida de outra pessoa. É aquela coisa: você decide ir pra balada, beber todas e voltar pra casa dirigindo, sem estar em seu juízo completo, você não enxerga muito bem, está meio tonto, e ainda por cima quer se mostrar pros seus amigos e resolve correr feito piloto de fórmula 1, aí perde controle de si mesmo, e por consequência do carro, bate em alguém que estava na pista também e não preciso terminar né? O fato é que não podemos culpar DEUS por algo que você decidiu fazer por livre e espontânea vontade.

Por hora, não consigo provar que DEUS existe de verdade, mas eu acredito NELE, independente de religiões. Talvez eu tenha conseguido fazer você pensar um pouco, talvez você ache que estou falando besteira. Mas a verdade é que precisamos parar com essa guerra de crenças e começar a focar no que realmente importa: o nosso mundo, a nossa vida e o que podemos fazer para melhorar essas duas coisas.

Eles são mesmo heróis?

Um dos filmes favoritos desde criança é o True Lies, achava engraçado, e tinha toda aquela coisa de costume: a família do cara super phoda é raptada e ele faz de tudo para conseguir libertá-la.
Passei vários anos sem assisti-lo até que um dia desses estava passando na tv. Continuei achando bem humorado mas as cenas de ação me incomodaram. Um agente sai atirando nos chamados terroristas, quebra pescoços dos mesmos, soca, chuta, esfaqueia...pessoas que estavam trabalhando para o outro lado, mas que se você for pensar, não estão tão erradas assim, e a mensagem do filme acaba sendo: se você ataca os EUA, você é mal, então merece morrer, é super certo sair matando "inimigos" que tiveram suas famílias assassinadas por soldados ou agentes dos EUA que invadiram a terra deles primeiro.

O líder dos "terroristas" manda uma vídeo-mensagem-ameaça para os EUA dizendo: "vocês invadiram nosso país, assassinaram nossas esposas e filhos, e ainda tem coragem de dizer que os terroristas somos nós". Aí o Schwazenegger aparece, mata ele e final da história. Mesmo a fala do líder "terrorista" tendo feito o maior sentido, o vilão da história foi ele.

Sinceramente, depois disso passei a abominar os filmes de ação-guerra-política, pois a mensagem é sempre a mesma: se você ataca os EUA, mesmo eles tendo te atacado primeiro, vc é um terrorista-vilão-errado-na-história-que-merece-perder.

Aliás, isso mostra uma natureza humana muito feia. Alguns gostam de ir explorar o mundo, entram no território de algum ser que pode fazer mal pra elas, então esse ser logo é exterminado, para a vida do explorador ser preservada.

Minha mãe veio comentar comigo que o filme Viagem ao Centro da Terra até era legal, mas que ela não gostou que mataram o dinossauro que vivia lá, afinal ele estava vivendo no seu próprio lar, sem incomodar as pessoas aqui em cima, mas as pessoas aqui em cima, resolveram visitar o lar do dinossauro, que devia estar apenas se defendendo, ou seguindo a ordem natural que lhe foi dada - caçar - e por isso as pessoas resolveram tirar a vida dele.

Esse é o tipo de mensagem que os filmes deviam passar? Se a gente resolve ir pro meio da serra e encontrarmos lá uma cobra, não podemos matá-la, ali a fauna e flora são protegidas pelo ibama. Mas as pessoas acham um absurdo isso, imagina, eu vou lá no meio da serra, lar das serpentes, e se eu encontrar uma não posso matá-la? Mas e quando a cobra entra na nossa casa? A primeira coisa que fazemos é matá-la para nos defender certo? É um absurdo invadirmos o lar dela, ela se defender, e a gente não poder matá-la.

Os humanos realmente tem um instinto de querer conquistar as coisas, destruir tudo e sermos soberanos do nada. Não quer encontrar uma cobra? Não vá até onde você sabe que pode encontrar uma.

O duro é ver que a indústria de filmes mostra que é lindo invadirmos um território alheio, assassinar toda a vida que encontrarmos e ainda chamar os seres da terra de invadida de vilões!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Um post nada pati!

Você tem medo de cagar?

Gente, porque esse receio todo de que os outros pensem que você está mandando um amigo do interior para o rio?

Uma vez, há muito tempo atrás, atendi o telefone e a pessoa do outro lado pediu para falar com um certo ser que acho melhor não citar. Respondi o seguinte: "fulano está no banheiro". A pessoa riu. Quando a pessoa em questão saiu do banheiro, transmiti o recado de que certo alguém havia telefonado e como disse que fulano estava no banheiro, o certo alguém pediu que assim que fulano saísse, que retornasse a ligação. Levei um xingo daqueles que te dão o direito de ver a sombrancelha de alguém arqueando e veias de testa pulando para fora. "Você deveria ter dito que estava tomando banho!!"

Esses dias aconteceu novamente, ligaram pedindo para falar com alguém que havia acabado de entrar no banheiro. Fiquei com receio de dizer "fulano está no banheiro", mas acho que não consegui disfarçar muito bem: "bem, é que agora ele está ocupado sabe". Fiquei imaginando a pessoa do outro lado pensando "fulano deve estar cagando" e aquele sorrisinho maroto surgindo na face da pessoa.

Me digam, o que há de tão vergonhoso? É uma necessidade básica do ser humano, todo mundo faz o número 2, passa um fax, desliza o moreno. Porque temos vergonha de dizer "putz cara, foi mal, estava cagando, não deu pra te atender", ou então temos aquele receio de ir no banheiro na casa de um amigo/namorado/parente, preferimos ficar com dor de barriga, segurando gases, sofrendo, a usar o vaso sanitário alheio para castigá-lo. E o pior de tudo: se demoramos um pouco mais dentro do banheiro, mesmo que só para o número 1, já vem aquele pensamento: "ai MELDELS, tô demorando muito, vão achar que estou cagando".


Isto sempre será um mistério pra mim!! Rsrsrs.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Quem sobreviveu?

Era uma vez um homem perfeito que conheceu uma mulher perfeita. Namoraram, casaram-se e formavam um casal perfeito. Na noite de Natal o casal perfeito seguia de automóvel por uma estrada deserta quando avistou alguém na berma que pedia ajuda. Pararam. Era nada mais nada menos que o Pai Natal! O casal perfeito ofereceu-se logo para o ajudar a distribuir os presentes. O bom velhinho entrou no carro e lá foram eles.

Pouco depois, numa curva mais traiçoeira, o automóvel derrapou e deu-se um terrível acidente do qual apenas um dos três ocupantes sobreviveu. Quem: A mulher perfeita, o homem perfeito ou o Pai Natal?

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Quem sobreviveu foi a mulher perfeita. Na verdade, ela era a única personagem real da história, uma vez que todos sabemos que nem o Pai Natal nem o homem perfeito existem...

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Pensamento da Semana

Aprenda a não esperar que os outros façam por você o mesmo que você fez por eles. A sinceridade de um ato está justamente em não esperar algo em troca.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Fale na minha cara!!

Como o mundo seria se todo mundo falasse o que pensa? E na cara da pessoa mesmo, não só por trás, como costuma acontecer na grande maioria das vezes?

Assisti ontem um seriado em que várias pessoas conversavam na sala. Uma mulher com um nariz enorme, descomunalmente enorme, disse: "existem muitas mulheres bonitas em Nova Iorque, pessoalmente, acho isso assustador". Em resposta um amigo disse: "Você é tão bonita quanto qualquer delas, só precisa de uma plástica no nariz". Todos na sala ficaram horrorizados, repreenderam o cara."Mas eu só queria ajudar" - defendeu-se.

Pois é, como você se sentiria se estivesse numa situação parecida? Se fosse você a pessoa atingida pelo comentário? Teria gostado? Se sentiria ofendido? Como já postei aqui antes, eu não fui a mais bela das pessoas durante meu crescimento, muitos fizeram comentários como esses, maldosos ou não, por mais que eu tenha realmente ficado chateada, eles me ajudaram a melhorar, me ajudaram a QUERER ser mais bonita e, claro, fez maravilhas para minha auto-estima.

Mas não estou falando apenas sobre coisas como aparência. Às vezes você está contando alguma coisa para o seu amigo, algo que você sentiu, algo que você fez, algo que alguém te fez e você ficou chateado, pode ser qualquer coisa, muitas vezes quem está te ouvindo - ou lendo - achou extremamente idiota, mas te apóia e logo em seguida sai falando o que achou de verdade para outra pessoa.

Eu acho que seria muito melhor dizer o que acha para a pessoa certa, ajuda a pessoa a melhorar, a crescer, só devemos ter bom senso, tem coisas que não dá para a outra pessoa consertar.

Sinceridade às vezes machuca mesmo, mas é melhor do que ser falso não é? Só não siga o modelo "perco o amigo, mas não perco a piada" que aí também não dá. Ser sincero e respeitar a opnião e os sentimentos do outro são coisas diferentes!!

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Quantas mulheres com tpm são necessárias para trocar uma lâmpada?

Só ela! Sozinha!! Porque ninguém, dentro desta casa sabe como trocar uma lâmpada! São um bando de IMPRESTÁVEIS! !! Eles nem percebem que a lâmpada queimou! Eles podem ficar em casa no escuro por três dias antes de notar que a bosta da lâmpada queimou! E quando eles notarem, vão passar mais cinco dias esperando que EU troque a lâmpada, porque eles acham que eu sou a ESCRAVA deles!!! E quando eles se derem conta de que eu não vou trocar a lâmpada, eles ainda vão ficar mais dois dias no escuro porque não sabem que as lâmpadas novas ficam dentro da droga da despensa! E se, por algum milagre, eles encontrarem as lâmpadas novas, vão arrastar a poltrona da sala até o lugar onde está a lâmpada queimada e vão arranhar o piso todo, porque são INCAPAZES de saber onde a escada fica guardada! É inútil esperar que eles troquem a lâmpada, então sou eu mesmo quem vai trocá-la! E como eu sou uma mulher independente, vou lá e troco! E SOME DA MINHA FRENTE!!!

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

A história do Raul

Max Gehringer

Durante minha vida profissional, eu topei com algumas figuras cujo sucesso surpreende muita gente. Figuras sem um vistoso currículo acadêmico, sem um grande diferencial técnico, sem muito networking ou marketing pessoal. Figuras como o Raul.
Eu conheço o Raul desde os tempos da faculdade. Na época, nós tínhamos um colega de classe, o Pena, que era um gênio.

Na hora de fazer um trabalho em grupo, todos nós queríamos cair no grupo do Pena, porque o Pena fazia tudo sozinho. Ele escolhia o tema, pesquisava os livros, redigia muito bem e ainda desenhava a capa do trabalho - com tinta nanquim.
Já o Raul nem dava palpite. Ficava ali num canto, dizendo que seu papel no grupo era um só, apoiar o Pena. Qualquer coisa que o Pena precisasse,o Raul já estava providenciando, antes que o Pena concluísse a frase.

Deu no que deu. O Pena se formou em primeiro lugar na nossa turma. E o resto de nós passou meio na carona do Pena que, além de nos dar uma colher de chá nos trabalhos, ainda permitia que a gente colasse dele nas provas.
No dia da formatura, o diretor da escola chamou o Pena de 'paradigma do estudante que enobrece esta instituição de ensino'. E o Raul ali, na terceira fila, só aplaudindo.

Dez anos depois, o Pena era a estrela da área de planejamento de uma multinacional. Brilhante como sempre, ele fazia admiráveis projeções estratégicas de cinco e dez anos. E quem era o chefe do Pena? O Raul. E como é que o Raul tinha conseguido chegar àquela posição? Ninguém na empresa sabia explicar direito. O Raul vivia repetindo que tinha subordinados melhores do que ele, e ninguém ali parecia discordar de tal afirmação.

Além disso, o Raul continuava a fazer o que fazia na escola, ele apoiava.
Alguém tinha um problema? Era só falar com o Raul que o Raul dava um jeito.
Meu último contato com o Raul foi há um ano. Ele havia sido transferido para Miami, onde fica a sede da empresa. Quando conversou comigo, o Raul disse que havia ficado surpreso com o convite. Porque, ali na matriz, o mais burrinho já tinha sido astronauta.

E eu perguntei ao Raul qual era a função dele. Pergunta inócua, porque eu já sabia a resposta. O Raul apoiava. Direcionava daqui, facilitava dali, essas coisas que, na teoria, ninguém precisaria mandar um brasileiro até Miami para fazer.
Foi quando, num evento em São Paulo, eu conheci o Vice-presidente de recursos humanos da empresa do Raul. E ele me contou que o Raul tinha uma habilidade de valor inestimável: ... Ele entendia de gente.

Entendia tanto que não se preocupava em ficar à sombra dos próprios subordinados para fazer com que eles se sentissem melhor, e fossem mais produtivos. E, para me explicar o Raul, o vice-presidente citou Samuel Butler, que eu não sei ao certo quem foi, mas que tem uma frase ótima:
'Qualquer tolo pode pintar um quadro, mas só um gênio consegue vendê-lo'. Essa era a habilidade aparentemente simples que o Raul tinha, de facilitar as relações entre as pessoas. Perto do Raul, todo comprador normal se sentia um expert, e todo pintor comum, um gênio.
Essa era a principal competência dele.

'Há grandes Homens que fazem com que todos se sintam pequenos.
Mas o verdadeiro Grande Homem é aquele que faz com que todos se sintam Grandes'.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Alegrando sua segunda-feira

Revisão gramatical:

> > ABREVIATURA - ato de se abrir um carro de policia;

> > ALOPATIA - dar um telefonema para a tia;

> > BARBICHA - boteco para Gays;

> > CÁLICE - ordem para ficar calado;

> > CAMINHÃO - estrada muito grande;

> > CATÁLOGO - ato de se apanhar coisas rapidamente;

> > COMBUSTÃO - mulher com peito grande;

> > DESTILADO - aquilo que não está do lado de lá;

> > DETERGENTE - ato de prender indivíduos suspeitos;

> > DETERMINA - prender uma garota;

> > ESFERA - animal feroz amansado;

> > HOMOSSEXUAL - Sabão utilizado para lavar as partes íntimas;

> > LEILÃO - Leila com mais de 2 metros de altura;

> > KARMA - expressão mineira para evitar o pânico;

> > LOCADORA - uma mulher maluca de nome Dora;

> > NOVAMENTE - diz-se de indivíduos que renovam sua maneira de pensar;

> > OBSCURO - 'OB' na cor preta;

> > QUARTZO - partze ou aposentzo de um apartamentzo;

> > RAZÃO - lago muito extenso porém pouco profundo;

> > RODAPÉ - aquele que tinha carro mas agora roda a pé;

> > SAARA - muulher do Jaaco;

> > SEXÓLOGO - sexo apressado;

> > SIMPATIA - concordando com a irmã da mãe;

> > SOSSEGA - mulher desprovida de visão;

> > TALENTO - característica de alguma coisa devagar;

> > TÍPICA - o que o mosquito nos faz;

> > UNÇÃO - erro de concordância muito frequente (o correto seria um é);

> > VATAPÁ - ordem dada por prefeito de cidade esburacada;
> >
> > VIDENTE - dentista falando sobre seu trabalho;

> > VIÚVA - ato de ver uva;

> > VOLÁTIL - sobrinho avisando onde vai.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Doar Sangue

Algo que eu sempre quis fazer desde que completei 16 anos. Nem me lembro de onde veio a idéia, só que eu queria muito, mas tive que esperar até completar 18 anos. Estive hoje numa clínica onde você pode fazer essa doação, observando o lugar, avistei um cartaz que dizia "não brinque de telefone sem fio, ligue e converse com um profissional", não exatamente com essas palavras, mas o objetivo era esse. Justamente por brincar de telefone sem fio durante a espera para completar a idade, fiquei com medo.






"E se justo a agulha que estiverem usando em mim estiver infectada?", "Poutz, se eu doar uma vez, tenho que doar sempre? Mas e se justo no tempo que eu tiver que doar eu estiver doente ou algo do tipo?". Nossa, foram muitas dúvidas que me levaram à muitos medos, que me levaram a desistir, porém, a vontade nunca passou.

Quando entrei na minha segunda faculdade - ano passado - o trote universitário foi mais humanitário. Fizeram uma espécie de competição onde a classe que mais fizesse doações de roupas ou de sangue ganharia um prêmio especial. Ouvi um colega comentar qu estava precisando mesmo ir doar novamente, então resolvi conversar com ele e tirar minhas dúvidas. Durante a conversa percebi que meus medos eram todos bobos, e as pessoas que me passaram aquelas informações não sabiam de nada.

Eis as verdades:

- A quantidade de sangue retirada em cada doação é recuperada rapidamente;
- Doar sangue não vicia, não engrossa e nem afina o sangue;
- O doador não tem nenhuma obrigação de doar sangue novamente;
- Todo o material utilizado na doação é descartável, de uso único.
(informações retiradas do site: http://www.grupobioclinica.com.br/)


Ahh e outra coisa, não dói nada.

Ou seja, pode doar tranqüilo, apenas verifique se você se encaixa nos requisitos:

-Estar bem alimentado,aguardando 2 horas após o almoço e 1h após o lanche (evite alimentos gordurosos)
- Boas condições de saúde
- Peso superior a 54kg
- Idade entre 18 e 65 anos
- Homens que doaram sangue há mais de 60 dias e mulheres há mais de 90 dias
- Não estar grávida ou amamentando
- Não fumar 2 horas antes e após a doação
- Não ter tido gripe ou febre há menos de 1 semana;
- Não ter tido hepatite após os 10 anos de idade
- Não ter doença de chagas ou que não tenha tido contato com inseto “Barbeiro”
- Não ter tido malária
- Não ser portador de epilepsia
- Não ter tatuagem ou piercing há menos de 1 ano
- Não ter feito tratamento dentário nas últimas 72 horas
- Não ter diabetes
- Pessoas sem risco de terem sido expostas ao vírus da Aids
- Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24h.



As únicas que podem acontecer ao doador é uma queda de pressão, hematomas, naúsea e vômitos, se ocorrer, basta comunicar à clínica que eles te proverão uma orientação de como proceder nesses casos.


O procedimento não leva muito mais que dez minutos, às vezes até menos (sem contar a burocracia). Além disso, vários testes são realizados no seu sangue, tais como: tipagem sanguínea ABO/Rh, pesquisa de anticorpos anti-eritrocitários irregulares,testes para hepatite B. Hepatite C,doença de chagas,sífilis,AIDS,HTLV I/II,hemoglobinopatias, de acordo com a legislação vigente.


Bem pessoal, eu acho que vale a pena vencer os medos e fazer a doação, muitas pessoas podem se beneficiar com esse gesto!!






Todas as informações técnicas foram retiradas do site: http://www.grupobioclinica.com.br/doacao.htm

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Cigarro faz mal mesmo depois de apagado

O ato de inalar toxinas depois que a fumaça foi extinta é conhecido como fumo de terceira mão
Se você está no grupo que acredita que ficar longe do amigo fumante somente no momento em que ele ascende o cigarro é suficiente para proteger sua saúde é melhor mudar de opinião. Mesmo onde não se vê fumaça, o contato com fumantes pode ser prejudicial à saúde já que fortes evidências indicam que o cheiro do cigarro, já apagado, é tóxico.

Pesquisas mostram que um significativo nível de toxinas permanecem nas superfícies, na poeira ou mesmo no ar, após a fumaça ser extinta. Existem cerca de 250 gases tóxicos presentes na fumaça do cigarro, entre eles: hidrogênio cianide (usado em armas químicas), monóxido de carbono (também no escapamento do carro), butano (fluido para isqueiro), amônia (também usado em produtos de limpeza), tolueno (também no thinner), arsênico (também nos pesticidas), chumbo (também nas tintas de parede), cromo (usado na fabricação do aço), cádmio (também nas baterias e carro), polônio-210 (radioativo). Onze destes 250 gases tóxicos são classificados como compostos carcinogênicos do grupo 1, ou seja, os mais carcinogênicos.

O fumo passivo, ou "fumo de segunda mão", quando a fumaça visível é inalada pelo não fumante, é bastante difundido pelos programas anti-tabagismo. Já em relação ao "fumo de terceira mão", como é chamada a inalação de toxinas da fumaça extinta, o conhecimento da população é bem menor. É o que revela pesquisa divulgada esta semana pelo jornal Pediatrics, nos Estados Unidos. Nesse caso as crianças são as mais susceptíveis já que ficam mais tempo em casa, mexem e colocam mais a boca nas superfícies, e já foi demonstrado que a inalação de poeira por crianças é duas vezes maior que no adulto. Além disso, a pesquisa conseguiu demonstrar que o nível de consciência do risco do "fumo de terceira mão" é maior em lares em que o fumo é proibido.

Acho que não estamos longe daquele futuro em que as pessoas tem que sair por aí usando aquelas máscaras porque o ar é muito perigoso para ser inalado! =S

domingo, 4 de janeiro de 2009

Insanidade

"A definição de insanidade é fazer a mesma coisa e esperar resultados diferentes"



Vi essa frase em um filme ou em um seriado esses dias, fui pegar um caderninho para anotar e ela já estava anotada de quando eu li Segredos de Uma Mente Milionária. Boa coisa para se pensar! =)

Marley & Eu


"Um cão não precisa de carros modernos, palacetes ou
roupas de grife. Símbolos de status não significam nada para ele. Um
pedaço de madeira encontrado na praia serve. Um cão não julga os
outros por sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro. Um
cão não se importa se você é rico ou pobre, educado ou analfabeto,
inteligente ou burro. Se você lhe der seu coração, ele lhe dará o dele. E
realmente muito simples, mas, mesmo assim, nós humanos, tão mais
sábios e sofisticados, sempre tivemos problemas para descobrir o que
realmente importa ou não."

Marley & Eu - A vida e o amor ao lado do pior cão do mundo - John Grogan

Muito bom o filme!! Ri e chorei até o dia seguinte!!! Vale a pena conferir! =)